circle-instagram youtube snapchat-ghost P

“Uma obra de valor inestimável.” Primeira página do New York Times Book Review

Rin Tin Tin - A Vida e a Lenda

Ele achava que o cão era imortal. (teste)

Assim começa a vasta, poderosa e comovente narrativa de Susan Orlean sobre a jornada de Rin Tin Tin – de sobrevivente órfão a astro do cinema e ícone internacional do showbiz.

Susan, redatora da New Yorker chamada de “patrimônio nacional” pelo Washington Post, passou cerca de dez anos pesquisando e escrevendo sua mais cativante obra: a história de um cão que nasceu em 1918 e nunca morreu.

A narrativa começa num campo de batalha francês da Primeira Guerra Mundial, quando Lee Duncan, um jovem soldado americano, descobre um sobrevivente: um pastor-alemão recém-nascido nas ruínas de um canil bombardeado. Para Duncan, que passou parte da infância num orfanato, a sobrevivência do cão fora um milagre. Havia algo em Rin Tin Tin que o compelia a compartilhá-lo com o mundo. Duncan o levou, então, para a Califórnia, onde suas aptidões físicas e a capacidade de representar chamaram a atenção da Warner Bros. Durante os dez anos seguintes, Rinty estrelou 23 sucessos do cinema mudo que salvaram o estúdio da falência e fizeram dele o cão mais famoso de todos os tempos. No auge da popularidade, Rin Tin Tin foi o campeão de bilheteria de Hollywood.

Ao longo das décadas seguintes, Rinty e seus descendentes fizeram a conturbada jornada do cinema mudo ao falado, do preto e branco à cor, do rádio à televisão, culminando no seriado de TV As Aventuras de Rin-Tin-Tin, um dos mais populares programas da época do baby boom. O legado do cão herói foi consolidado por Duncan e alguns outros – como Bert Leonard, o produtor do seriado da TV, e Daphne Hereford, a proprietária do atual Rin Tin Tin –, que dedicaram a vida para assegurar a imortalidade da lenda.

Na essência de Rin Tin Tin – a Vida e a Lenda há um tocante estudo do duradouro vínculo entre os humanos e os animais. Mas o livro é também uma história ricamente matizada da indústria do entretenimento e do empreendedorismo no século XX. Abarcando um período de 90 anos, ele aborda a mudança de st



Gênero: Não ficção
Páginas: 296
Formato: 16x23 cm
Tradução: Pedro Jorgensen Jr.
Ano de lançamento: 2013


Preço: R$ 49,90
Preço do ebook: R$ 37,90
ISBN: 978-85-65859-06-6
E-ISBN: 978-85-65859-12-7



Quer comprar o livro?
Amazon Americanas Cia. dos Livros Cultura FNAC Galileu Curitiba Saraiva Submarino Travessa Martins Fontes Livraria da Folha

Quer comprar o E-book?
Amazon Kobo Play Store Saraiva Itunes
  • Impressionante! Um livro capaz de comover até mesmo os de coração mais duro. Não se engane com o título, Rin Tin Tin não é, de forma alguma, apenas a biografia do célebre cão, como Moby Dick não é a simples história de uma baleia. Susan surfa na onda do tempo, começando lá na década 1900 até os dias atuais, e entrega ao leitor um resumo inteligente e sagaz de quase um século de cultura pop norte-americana. E o resultado desse tour de force é o casamento perfeito entre jornalismo, memórias e técnica literária. O livro é, sem sombra de dúvida, maior que a soma de suas partes.

    The Boston Globe



  • Rin Tin Tin foi mais que um cão. Encarnou os paradoxos cruciais do ideal americano: um solitário e um fiel companheiro, guerreiro bravo, mas vulnerável. Aprendi, estarrecida, neste livro encantador, que suas 11 gerações abrangem a quase totalidade de um século. Nesta crônica de seus incríveis altos e baixos, Susan Orlean nos proporciona uma fascinante e inesquecível experiência de leitura.

    WALTER ISAACSON

    Um dos maiores biógrafos do mundo (Steve Jobs, Benjamin Franklin, Kissinger e Einstein)

  • Fascinante… A abrangente história do pastor-alemão que nasceu nos campos de batalha da Primeira Guerra, sobreviveu aos bombardeios, imigrou para os Estados Unidos, conquistou Hollywood, viveu a transição do cinema mudo, ajudou a mobilizar milhares de protetores de animais contra Hitler é uma obra de valor inestimável.

    Primeira página do New York Times Book Review

    New York Times Book Review

  • Simplesmente magnífico.

    Vanity Fair







Susan Orlean

Autora

SUSAN ORLEAN é redatora da New Yorker desde 1992. Trabalhou como editora colaboradora da Rolling Stone e da Vogue e como colunista do Boston Phoenix e do Boston Globe. Seus trabalhos foram publicados na New York Times Magazine, Spy, Esquire e Outside. Orlean é autora de sete livros, entre eles Saturday Night, The Bullfighter Checks Her Makeup e O Ladrão de Orquídeas, best-seller do New York Times que inspirou o filme Adaptação com Nicolas Cage e Meryl Streep, dirigido por Spike Jonze. Oscar de melhor roteiro adaptado, além de premiado no Globo de Ouro e no BAFTA, entre muitos outros. Susan mora com a família e seus animais em Columbia County, Nova York. Para mais informações, visite susanorlean.com, twitter.com/susanorlean ou rintintinthebook.com.

Assine nossa Newsletter e receba nossos lançamentos e outras novidades